UBRAPI repudia veementemente agressões cometidas pelos seguranças do metrô de SP

A Diretoria e os membros da União Brasileira de Profissionais de Imprensa (UBRAPI) repudiam veementemente as agressões sofridas pelos Profissionais de Imprensa Jardiel Carvalho, Rogério de Santis, Adriano Tomé, Amauri Nehn e Karina Iliescu, brutalmente agredidos por agentes de segurança da linha 4 – amarela do metrô de São Paulo.

As covardes e injustas agressões aconteceram em frente à estação Higienópolis-Mackenzie do metrô, na Rua da Consolação no dia 03 de Julho de 2021.

A União Brasileira de Profissionais de Imprensa (UBRAPI) se junta ao repúdio público da Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP) e da Associação de Repórteres Fotográficos e Cinematográficos no Estado de São Paulo (Arfoc-SP).

Cobramos providências e reparações morais e materiais em favor dos Profissionais de Imprensa injustamente agredidos quando estavam exercendo legalmente à sua profissão.

Reiteramos o envio da presente denúncia ao Ministério Público do Estado de São Paulo, para as devidas investigações e providências legais e lamentamos profundamente o silêncio vergonhoso do senhor governador João Dória (PSDB).

As nossas elevadas estimas e respeitos aos profissionais Jardiel Carvalho, Rogério de Santis, Adriano Tomé, Amauri Nehn e Karina Iliescu.

NOTA DE REPÚDIO
União Brasileira de Profissionais de Imprensa

 


VENHA PARA
A MELHOR
ASSOCIAÇÃO DE
PROFISSIONAIS DE IMPRENSA


Siga a UBRAPI no Twitter