Nota de Repúdio contra o pedido da CPI de quebra de sigilo da Joven Pan

A União Brasileira de Profissionais de Imprensa | UBRAPI, repudia com muita veemência o pedido inconstitucional e infundado de quebra de sigilo bancário da Rádio Jovem Pan.

O requerimento 1223/21 foi apresentado na última sexta-feira (30) por senadores da CPI da COVID-19, com a justificativa de que a emissora ‘teria disseminado desinformação’, o que é por si uma Fake News, porque a Joven Pan em seus 77 anos de prestações de serviços à Sociedade Brasileira, jamais divulgou ou compactuou com falsas notícias.

Como disse a Abratel: “A imprensa, que é um serviço essencial para o país, não é o foco dos trabalhos desenvolvidos pela CPI“.

A CPI foi instaurada para “apurar as ações e omissões do Governo Federal no enfrentamento da pandemia da Covid-19 no Brasil e, em especial, no agravamento da crise sanitária no Amazonas com a ausência de oxigênio para os pacientes internados“, por isso, solicitamos, mui respeitosamente, que os Senadores da CPI da Pademia mantenham a serenidade e o foco no objeto da própria CPI.

A liberdade de imprensa têm um valor imprescindível para a manutenção da democracia brasileira.

UBRAPI
União Brasileira de Profissionais de Imprensa